A arte de ficar sozinha

26 jun

Eu nunca morei sozinha, apesar de ser uma vontade desde que eu era pequena. Achava que simbolizava minha independência.

Mas nunca morei. Saí da casa dos meus pais para morar com meu namorado que se tornou meu marido.

Porém sempre tive curiosidade de saber como é. E cá estou. O marido viajou e eu fiquei. Achei que fosse ser pior, mas precisava de mais tempo para achar natural. Mas não, obrigada.

Foram 4 dias sozinha. 4 dias tranquilos, é verdade. A preocupação e excitação em estar sozinha foi maior do que a própria condição da solidão. Não me senti deprimida, menos mal.

É claro que a saudade cai matando, a hora de ir dormir é estranha, mas nada que seja realmente ruim.

Só que termino o feriadão achando que preciso comprar um cachorro. Acho que teria sido mais legal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: